História

Tudo começou com o Centro Comunitário das Irmãs Franciscanas de Ingolstadt que atendia pessoas em situação socialmente vulnerável e constatou o agravamento das necessidades locais e ampliou seu atendimento, construindo uma escola para educação formal.

O Colégio Franciscano Santa Clara teve início em 1984, com o objetivo de atender as crianças das famílias que residiam nas proximidades de Parelheiros e Embu Guaçu em situação de vulnerabilidade de todos os tipos de recursos: saúde, moradia, emprego, transporte, etc.

A Missão do Colégio Franciscano Santa Clara é buscar, ao estilo de Francisco de Assis, inovar, recriar e ser referência de acolhida, respeitando a diversidade e mantendo uma aprendizagem sólida, fruto de uma caminhada de desafios, relações e projeções, contribuindo na formação de pessoas pensantes, reflexivas, fraternas, alegres e solidárias que identifiquem o verdadeiro sentido da sabedoria e aspirem ao crescimento humano.

Tem por finalidade oferecer serviços educacionais para crianças, no curso de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, constituindo-se como unidade educacional inteiramente gratuita, que visa atender crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

O objetivo do Colégio Franciscano Santa Clara é desenvolver um trabalho educativo-pedagógico, original e humano, que transite nas exigências do saber plural e permanente como Escola Católica Franciscana, respondendo aos anseios e necessidades da sociedade de hoje, segundo a filosofia franciscana da fraternidade, do conhecimento procurado e construído, da alegria no trabalho, do sonho e da harmonia nos ideais.

Prioriza:
a) o conhecimento e a interação, a serviço da vida;
b) a promoção da paz e a educação explícita para a mesma;
c) o sentido de serviço amoroso e fraterno, que implica em saber, comungar e somar.

Cultiva:
a) o respeito que conduz à comunhão das pessoas, dentro e fora da escola;
b) valores que façam sentido às buscas humanas com caráter social e justo: sabedoria, solidariedade, trabalho, fraternidade cósmica, paz, alegria, etc.;
c) a civilidade no ser, no fazer cotidiano, no ter e no saber;
d) a disciplina como ecologia da convivência e do trabalho;
e) a organização e a harmonização internas para que se manifestem e sejam partilhadas na expressão e na comunicação externas.

Atualmente, oferece, gratuitamente, serviços educacionais para cerca de 300 crianças em idade escolar de 5 a 12 anos.